Curiosidades

Na seção de curiosidades muitos temas serão citados, temas atuais, temas científicos e até mesmo aquelas curiosidades que você lê por aí e não acredita. Esta seção vai garantir que você fique por dentro de todos os assuntos.

TEXTOS

Artigo 1 - Bebidas energéticas

As queridinhas do momento devem ser consumidas com moderação. Os energéticos são altamente estimulantes e oferecem energia por meio da taurina, presente em sua composição. Recentemente, essas bebidas ganharam um espaço considerável no mercado e foram popularizadas, principalmente entre os mais jovens. Seus efeitos são tentadores, pois eles minimizam o sono e disfarçam a fadiga, podendo garantir mais tempo e disposição para realizar diversas atividades. O consumo de tais bebidas, entre 2006 e 2010, aumentou mais de 300%, segundo a Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e Bebidas Não Alcoólicas (ABIR).

A fórmula química dos energéticos geralmente é composta por substâncias como taurina, glucoronolactona, cafeína, açúcar e vitaminas. Apesar de muitas dessas substâncias terem efeitos bem práticos, o consumo exacerbado não é recomendado. Estudos apresentados pela BBC News comprovaram que as bebidas energéticas não são diretamente prejudiciais à saúde, no entanto, pode- se afirmar que não se trata de uma bebida saudável. Alguns especialistas alertam, na verdade, sobre o risco da ingestão de energéticos especialmente para adolescentes e jovens adultos.

Essas bebidas precisam ser consumidas com segurança e moderação, uma vez que camuflam o cansaço do consumidor, provocando insônia e o aumento elevado na frequência cardíaca. Além disso, altos níveis de cafeína podem causar crises epilépticas, derrames cerebrais e até mesmo a morte. Os energéticos também são capazes de acelerar a perda de cálcio e magnésio pelo organismo, resultando em câimbras e, a longo prazo, em osteoporose. Outro malefício é seu forte índice de dependência, portanto, o vício pode vir a ser um problema significativo.

Se essas bebidas estimulantes forem misturadas com bebidas alcoólicas, o risco de desidratação é perigoso, já que a cafeína e o álcool são substâncias diuréticas. Essa mistura também pode intensificar os efeitos do álcool, porém mascarando o estado de embriaguez de quem consumi-la. Caso alguém beba tal junção, é recomendada alterná-la com a ingestão de grandes porções de água. Outras curiosidades são que as bebidas energéticas não possuem o mesmo papel das bebidas isotônicas (esportivas), pois seus componentes são adversos e o isotônico auxilia na reposição de líquidos e carboidratos perdidos durante a prática de atividade física intensa; e mulheres grávidas são contra-indicadas a ingerir energéticos, pois eles podem ocasionar complicações severas como o aborto espontâneo do feto.

Por Anelise Berquó Benayon

Artigo 2 - Fake news

As notícias falsas, recorrentes nas redes sociais, ocasionam transtornos irreparáveis diariamente.

Todos os dias, nos veículos de comunicação, inúmeras notícias e informações circulam, e o objetivo central dessas notícias, de entreter e informar com credibilidade, está sendo desviado com uma frequência cada vez maior. As famosas fake news são um ótimo exemplo disso, pois possuem um poder viral, visto que assim que são publicadas, recebem milhões de compartilhamentos e, geralmente, elas incitam ódio e apelam emocionalmente, a partir de justificativas mal embasadas, atingindo principalmente as figuras públicas.

Ademais, na maioria das vezes, elas são utilizadas para fins de manipulação política.

O termo fake news ganhou popularidade mundial no ano de 2016, durante a disputa presidencial dos Estados Unidos. Na época, conteúdos falsos sobre a candidata Hillary Clinton foram compartilhados pelos eleitores de Donald Trump, de forma a prejudicá-la, o escândalo foi exibido em grandes canais de comunicação como o The News York Times e logo depois, em 2017, retratado pela GloboNews Documentário no filme Fake News: Baseado em Fatos Reais.

A produção de fake news funciona como um legítimo mercado diversificado, conforme expõe o especial do jornal Correio Braziliense, este meio é frequentado por pessoas influentes, geralmente políticos em campanhas eleitorais, que contratam equipes especializadas nesse tipo de conteúdo viral. Essas equipes podem ser compostas por ex- jornalistas, publicitários, profissionais de marketing, profissionais da área de tecnologia e agentes policiais, que garantem a segurança da sede e dos equipamentos utilizados. Os produtores dessas notícias falsas adquirem ilegalmente os endereços de e-mail e números de telefone celular de milhões de pessoas para “bombardear” o conteúdo falso.

Segundo estudo realizado pela Folha de São Paulo, os usuários de redes sociais interagem mais com páginas de fake news do que com as páginas de conteúdo jornalístico real. Ainda de acordo com a pesquisa, De 2017 a 2018, os veículos de comunicação tradicionais apresentaram queda de 17% em seu engajamento, enquanto os propagadores dessas notícias falsas tiveram um aumento de 61%. Para legitimar as informações mentirosas, as páginas que produzem e divulgam esse tipo de conteúdo costumam misturar as publicações falsas com a reprodução de notícias verdadeiras, de fontes confiáveis. Outra ferramenta das fake news é a utilização de montagens em vídeos e imagens. O usuário da internet é muito visual. Portanto, uma foto manipulada ou fora de contexto pode ser facilmente divulgada como verdadeira. Essa tática de adulteração de imagens já existe há muito tempo, o que é comprovado pela intervenção em fotos oficiais do regime soviético, cujo episódio mais famoso aconteceu em meados do século XX, na qual uma foto de Stalin, tirada em 1926, passou por duas alterações para excluir os inimigos políticos. No Brasil, a fraude de imagens também se intensifica em tempos de eleição. Em 2018, por exemplo, pessoas trocaram os números de candidatos em suas propagandas partidárias, induzindo o eleitor ao erro.

Apesar de extremamente nocivas à população, as consequências e penalidades por esses crimes digitais estão ganhando força somente agora. Além disso, a variedade de crimes presentes nas fake news e nos linchamentos virtuais é impressionante. Dentre eles, destacam- se: o racismo, a homofobia, o linchamento de inocentes, a desinformação em relação a questões de saúde pública, o preconceito xenofóbico e a legitimação da violência.

O combate às Fake News é uma tarefa difícil. Os mecanismos de produção e veiculação das falsas informações são muito eficientes e avançados. Entretanto, existem medidas que evitam esses transtorno, por exemplo, pesquisar em mais de uma fonte confiável antes de compartilhar alguma notícia faz toda a diferença, um simples gesto que pode mudar uma história.

Por Anelise Berquó Benayon

Artigo 3 - Fatos sobre a audição

A audição, um dos cinco sentidos humanos segundo Aristóteles, é a capacidade de ouvir e interpretar sons.

A audição é constituída a partir de dois órgãos: a orelha e o cérebro. A orelha é responsável por captar as vibrações e transformá-las em sinais elétricos, e o cérebro recebe e interpreta esses sinais, “absorvendo” as ondas sonoras. A audição é o primeiro sentido a se desenvolver. A partir de 4 meses no útero, um bebê já consegue ouvir a voz da mãe e, a partir de 7, já consegue escutar música e se assustar com ruídos estrondosos.

Os ouvidos funcionam de maneira passiva, escutando constantemente, mesmo enquanto o corpo está dormindo. Entretanto, durante o sono, o cérebro ignora a maioria dos ruídos que ouvimos para que assim possamos descansar e relaxar. Ouvir sons em volumes altos por muito tempo é a principal causa de perda auditiva, por isso, evitar a exposição a barulhos ensurdecedores e a sons extremamente altos auxilia a conservar a audição. Caso alguém precise estar em um ambiente muito ruidoso, o uso de protetores auriculares é recomendado.

O estribo, o martelo e a bigorna, localizados na orelha média, são os menores ossos do corpo humano. O estribo possui apenas 0.25 cm e, quando é rompido, não se recupera naturalmente. Sons acima de 130 db causam dores nos ouvidos, caso a exposição seja maior do que alguns instantes. Acima de 160 dB, uma exposição maior que 5 segundos desencadeia surdez permanente.

Também podemos ouvir com os dentes, porque através da condução óssea, as vibrações são conduzidas direto do crânio para a orelha interna. Uma ótima demonstração disso é o fato de que se você morder o cabo de uma escova de dentes e delicadamente pressionar o outro lado, poderá ouvir o som da batida muito mais alto do que se não morder o cabo.

Por Anelise Berquó Benayon

Artigo 4 - Copa do Mundo Qatar 2022

A Copa do Mundo, para muitos, é o maior evento mundial atualmente. Praticada de 4 em 4 anos, ela consiste em um torneio de futebol que une seleções do mundo inteiro para determinar quem é o campeão de todo o globo. E vem chegando mais uma edição desse torneio tão cobiçado: em 2022, ele será praticada pela vigésima vez, e nós traremos algumas curiosidades sobre.

Mesmo sendo um torneio de tanta popularidade e respeito, essa Copa do Mundo foi extremamente criticada por ter Qatar como sede. Os descontentamentos provêm da falta de condições climáticas para haver jogos e da falta de tradição futebolística do Qatar em cenário mundial. Tais críticas foram tão intensas que, em 2015, promotores federais suíços abriram uma investigação sobre corrupção, lavagem de dinheiro e suborno. Por pouco, o Qatar não perdeu o direito de sediar a Copa de 2022.

Já existem 5 cidades-sede e 8 estádios para a disputa do torneio. As cidades-sede são: Doha, Al Khor, Lusail, Al Rayyan e Al Wakrab. Já os estádios, são eles: Ras Abu Aboud (localizado em Doha e tem capacidade de 40000 pessoas), Al Thumama (localizado em Doha e tem capacidade de 40000 pessoas), Al Bait (localizado em Al Khor e tem capacidade de 60000 pessoas), Lusail (localizado em Lusail e tem capacidade de 80000 pessoas), Estádio da Educação (localizado em Al Rayyan e tem capacidade de 45350 pessoas), Ahmed Bin Ali (localizado em Al Rayyan e tem capacidade de 44740 pessoas), Estádio do Khalifa (localizado em Al Rayyan e tem capacidade de 40000 pessoas) e Al Janoub (localizado em Al Wakrah e tem capacidade de 40000). Devido ao fato do país ser muito quente, grandes investimentos foram feitos em tecnologias para os estádios terem climas mais amenos, além do evento, que aconteceria em junho/ julho, ter sido deslocado para novembro/ dezembro, pois essa época é inverno no Qatar e, consequentemente, apresenta menos problemas em relação à temperatura.

Para essa Copa, já temos 3 confirmados: Dinamarca (garantiu, matematicamente, sua vaga após passar nas eliminatórias da Copa do Mundo), Alemanha (garantiu, matematicamente, sua vaga após passar nas eliminatórias da Copa do Mundo) e Qatar (devido a regra do paíssede ter vaga garantida na Copa). A fase de Grupos terá 32 participantes e, para um país se classificar a essa fase, basta ele passar na fase eliminatória do seu continente. Mesmo com as brigas de bastidores, a copa do Qatar tem tudo para ser uma ótima Copa do Mundo. Portanto, até 2022!

Por Lucas Oliveira Mesquita

Artigo 5 - Curiosidades Rápidas

Para edificar seu dia, cinco fatos interessantes:

1 - Cientistas estimam que o local onde a bomba de Hiroshima explodiu chegou a extraordinários 300 mil graus Celsius no momento da explosão (temperatura cerca de 300 vezes maior do que a temperatura a qual os corpos humanos normalmente são cremados).

2 - O recrutamento do serviço militar da Tailândia utiliza da sorte para escolher seus soldados. Todo homem com 21 anos deve escolher um cartão; se sair vermelho, vai servir. Se sair preto, está liberado.

3 - Apenas duas nações do mundo não permitem o divórcio: as Filipinas e o Vaticano.

4 - Tomar um banho quente de banheira pode queimar tantas calorias quanto caminhar por 30 minutos.

5 - As lontras-marinhas dormem de “mãozinhas” dadas para não correrem o risco de se afastar umas das outras.

Por Anelise Berquó Benayon